Lei 4.950 - 20/12/2006

Início  Anterior  Próxima

 

          Lei nº 4950/2006                  Data da    20/12/2006

                                            Lei

 

         Texto da Lei   [ Em Vigor ]

 

               O Presidente da Assembléia Legislativa do Estado do Rio

         de Janeiro, em conformidade com o que dispõe o § 5º combinado

         com o § 7º do artigo 115 da Constituição Estadual, promulga a

         Lei nº 4950, de 20 de dezembro de 2006, oriunda do Projeto de

         Lei nº 768, de 2003.

 

 

         LEI Nº 4950, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2006.

 

 

                                  DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO NO ORGANOGRAMA

                                  DA SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO

                                  SERVIÇO DE PÓS INTERNAÇÃO.

 

 

                 A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

 

                                                         D E C R E T A:

 

               Art.  1º  -  O  paciente  ao  ter  alta  do  hospital,

          proveniente de qualquer internação ou cirurgia, deverá levar

          consigo  uma  Carteira  de  Saúde,  relatando  o  tratamento

          recebido, com o diagnóstico, que pode ser em código médico,

          com  o  resumo  da  medicação  feita  durante  a  internação,

          dirigido ao médico do serviço de pós internação, a fim de ser

          devidamente orientado.

 

               Parágrafo único - O médico, preferencialmente clínico,

          que o receber, fará a triagem que o encaminhará para a

          continuação do tratamento com o médico da especialidade

          concernente a convalescença do paciente.

 

               Art. 2º - O médico especialista, solicitará os exames

          necessários, quer laboratoriais, quer especializados e fará a

          prescrição e dará as orientações para a continuação do

          tratamento.

 

               Art. 3º - Em caso de agravamento de seu estado pela

          doença anterior, o paciente será encaminhado ao hospital de

          origem e terá prioridade no atendimento.

 

               Art. 4º - O médico clínico que prestar assistência ao

          paciente egresso do hospital em seu domicílio, deverá também

          prestar serviços médicos à família do paciente do tipo

          "médico da família".

 

               Art.  5º  -  O  Serviço  de  Pós  Internação,  será

          independente das outras clínicas do Hospital, mas estará

          ligado diretamente a todas elas, de vez que será responsável

          pelo acompanhamento dos pacientes de todas as clínicas,

          durante o período de sua convalescença.

 

               Art. 6º - O Diretor do hospital, indicará o Chefe do

          Serviço de Pós Internação.

               Art. 7º - O Chefe de Serviço de Pós Internação, com o

          aval do Diretor do hospital, poderá requisitar médicos para a

          implantação do serviço.

 

               Art.  8º  -  O  Serviço  Pós  Internação  terá  dotação

          orçamentária própria da Secretaria de Estado de Saúde.

 

               Parágrafo único - O Secretário de Saúde do Estado,

          poderá criar linha de crédito suplementar para implantação do

          Programa Pós Internação.

               

               Art. 9º - Esta Lei entrará em vigor na data de sua

          publicação, revogadas as disposições em contrário.

 

 

                   Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro,

                            em 20 de dezembro de 2006.

 

 

 

                              DEPUTADO JORGE PICCIANI

                                    Presidente

 

 

 

         Ficha Técnica

 

         Projeto de   768/2003                 Mensagem

         Lei nº                                nº

         Autoria      DOMINGOS BRAZÃO

         Data de       21/12/2006              Data

         publicação                            Publ.

                                               partes

                                               vetadas

 

 

         Tipo de      

         Revogação        Tácita                        Em Vigor

                           Expressa                      Suspenso

 

 

 

         Texto da Revogação :

 

 

         Redação Texto Anterior

 

 

         Texto da Regulamentação

 

 

         Atalho para outros documentos