Lei 4.373 - 14/07/2004

Início  Anterior  Próxima

 

          Lei nº 4373/2004                  Data da    14/07/2004

                                            Lei

 

         Texto da Lei   [ Em Vigor ]

 

        LEI Nº 4373, DE 14 DE JULHO DE 2004.

 

 

                                  ALTERA A LEI Nº 1.345, DE 13 DE

                                  SETEMBRO DE 1988, QUE DISPÕE SOBRE O

                                  FUNDO ESPECIAL DA POLÍCIA CIVIL -

                                  FUNESPOL.

 

 

              A Governadora do Estado do Rio de Janeiro,

              Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio

              de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

 

 

                 Art. 1º - Os arts. 2º, incisos II, IV e V, 3º, 4º,

           6º, 8º, “caput” e parágrafo único, 9º e 10 da Lei nº 1.345,

           de 13 de setembro de 1988, passam a vigorar com as

           seguintes redações:

 

                    “Art.                     2º                     -

                    ...................................................

                    ..........................................

 

                    II  -  da  arrecadação  de  tarifas  cobradas  por

                    serviços  prestados  por  órgãos  da  estrutura  da

                    Polícia Civil;

                    IV  -  da  arrecadação  de  multas  administrativas

                    impostas  pelos  órgãos  da  Polícia  Civil  a

                    licitantes,  adjudicatários  ou  contratantes  pelo

                    descumprimento de obrigações a que estão sujeitos

                    perante a Instituição;

                    V  -  da  alienação,  na  forma  da  Lei,  de  bens

                    patrimoniais  afetados  à  Polícia  Civil,  quando

                    considerados   inservíveis,   bem   como   aqueles

                    acautelados ou abandonados em unidades de polícia

                    judiciária, não vinculados a procedimento policial

                    ou processo criminal;

                    ...................................................

                    ...................................................

                    ....

                    Art.  3º  -  Os  recursos  do  FUNESPOL  serão

                    movimentados em conta bancária específica aberta na

                    instituição bancária a ser indicada pelo Poder

                    Executivo.

                    ...................................................

                    ...................................................

                    ....

                    Art. 4º - Compete à Polícia Civil praticar os atos

                    necessários   à   fiscalização   e   à   cobrança

                    administrativa   dos   créditos   do   Estado   que

                    constituem  recursos  do  FUNESPOL,  ressalvada  a

                    competência  privativa  da  Procuradoria  Geral  do

                    Estado para promover a inscrição da dívida ativa do

                    Estado, bem como proceder à sua cobrança judicial e

                    extrajudicial.

                    ...................................................

                    ...................................................

                    ....

                    Art. 6º - O FUNESPOL terá como gestor o Chefe de

                    Polícia Civil, que o administrará assistido por um

                    Conselho de Administração, composto pelos seguintes

                    integrantes:

 

                    I - o Subchefe da Polícia Civil, que o presidirá;

                    II - o Superintendente de Administração e Serviços

                    da Polícia Civil, que substituirá o presidente em

                    seus impedimentos;

                    III - 2 (dois) membros da administração policial

                    civil, indicados pelo Chefe de Polícia Civil e

                    aprovados pelo Secretário de Estado de Segurança

                    Pública.

 

                    Parágrafo  único  -  A  administração  do  FUNESPOL

                    contará com o apoio dos órgãos da estrutura da

                    Chefia de Polícia Civil e das Secretarias de Estado

                    de  Segurança  Pública  e  de  Finanças  para  o

                    desenvolvimento de suas atividades.

                    ...................................................

                    ...................................................

                    ....

                    Art. 8º - O Chefe da Polícia Civil aprovará,

                    através de ato normativo, o Plano de Aplicação de

                    Recursos  do  FUNESPOL,  proposto  anualmente  pelo

                    Conselho de Administração e fazê-lo publicar no

                    Diário Oficial do Estado.

 

                    Parágrafo  único  -  Caracterizada  a  urgência  de

                    atendimento da situação não prevista no Plano de

                    Aplicação de Recursos, o Chefe da Polícia Civil

                    poderá  reformulá-lo,  ad  referendum  Conselho  de

                    Administração, comprovada a exigência de recursos e

                    fazê-lo publicar no Diários Oficial do Estado.

                    ...................................................

                    ...................................................

                    ....

                    Art. 9º - A aplicação dos recursos do FUNESPOL se

                    sujeita às normas da Administração Financeira e

                    Contabilidade  Pública,  ao  controle  interno  da

                    Coordenadoria  de  Contabilidade  Analítica  do

                    Departamento de Orçamento e Finanças da Secretaria

                    de  Estado  de  Segurança  Pública,  devendo  ser

                    submetido à apreciação do Tribunal de Contas,

                    através de relatórios e balanços anuais.

                    ...................................................

                    ...................................................

                    ....

                    Art. 10 - Os recursos disponíveis do FUNESPOL

                    poderão  ser  aplicados  no  mercado  financeiro,

                    através   de   instituições   oficiais   mediante

                    procedimento licitatório por intermédio da Chefia

                    de Polícia Civil, e os resultados obtidos serão a

                    ele incorporados como receita própria, nos termos

                    do art. 267 da Lei nº 287, de 04 de dezembro de

                    1979.”

 

                    Parágrafo único – As aplicações serão submetidas, a

                    posteriori, a análise do Tribunal de Contas do

                    Estado.

 

                 Art. 2º - Esta Lei entrará em vigor na data de sua

           publicação.

 

                       Rio de Janeiro, em 14 de julho de 2004.

 

 

 

                                  ROSINHA GAROTINHO

                                     Governadora

 

 

           Aprovado o Substitutivo da Comissão de Constituição e

           Justiça

 

         Ficha Técnica

 

         Projeto de   1748-A/2004              Mensagem  22/2004

         Lei nº                                nº

         Autoria      PODER EXECUTIVO

         Data de       15/07/2004              Data

         publicação                            Publ.

                                               partes

                                               vetadas

 

         Assunto:

         Fundo Especial Da Polícia Civil - Funespol

 

         Tipo de      

         Revogação        Tácita                        Em Vigor

                           Expressa                      Suspenso

 

 

         Texto da Revogação :

 

 

         Redação Texto Anterior

 

 

         Texto da Regulamentação

 

 

         Atalho para outros documentos